Jornada Nacional de Protesto dia 15 de Novembro

Jornada Nacional de Protesto dia 15 de Novembro sob o lema, portagens não são um facto irreversível

As comissões de utentes das auto-estradas até agora “Sem Custos para o Utilizador” (SCUT) decidiram em reunião, realizada no Entroncamento, promover no próximo dia 15 de Novembro, uma Jornada Nacional de Protesto contra a introdução de portagens nestas vias e apelam aos utentes para manifestarem o seu descontentamento no dia da greve geral, em 24 de Novembro, integrando-se nesta Jornada Cívica de
protestos convergentes contra as injustiças, da forma que entenderem mais adequada.

As comissões acreditam que a introdução de portagens nas antigas e actuais auto-estradas sem custos para o utilizador não constitui um facto irreversível e tal como já sucedeu no passado com outras portagens, estas também podem ser anuladas. Nesse sentido, decidiu-se continuar a luta das comissões de utentes e dar nova dinâmica, a nível nacional, ao protesto.

O protesto do próximo dia 15, precisamente um mês depois da introdução de portagens nas três SCUT do Norte, terá as formas que forem decididas localmente por cada uma das comissões de utentes.

Esta reunião, a segunda a nível nacional mas a primeira depois da introdução das portagens nas SCUT do Norte, no passado dia 15 de Outubro, serviu ainda para fazer um levantamento do impacto da recente introdução de portagens e das acções realizadas de norte a sul do País.

A introdução de portagens saldou-se numa enorme confusão e enorme falta de respeito pelos milhares de utilizadores das vias que passaram a ser portajadas. De referir a falta de estruturas organizadas para venda de identificadores. Os atrasos na venda dos dispositivos electrónicos e na atribuição das isenções provocou um grande desvio de tráfego para as “pseudo-alternativas”, trazendo problemas de segurança a algumas localidades. Também os preços praticados são inadmissíveis, dado serem superiores aos das auto-estradas que oferecem melhores condições de circulação.

As comissões de utentes consideram, ainda, condenável que as lideranças políticas do PS, PSD e CDS/PP não tenham inviabilizado a revogação da introdução de portagens. O princípio do utilizador pagador é uma falsa questão, já que as vias em causa são infra-estruturas fundamentais para o desenvolvimento da actividade económica do país e as receitas geradas ultrapassam em muito os custos de manutenção.

O Estado ocultou estudos que provam que as SCUT são autosustentáveis, tendo em conta o aumento de receitas que advêm para as regiões que atravessam, só para ir buscar dinheiro de qualquer maneira.

As comissões de utentes apelam à urgente revogação da lei.
Comissões de Utentes Nacionais das SCUTS

Entroncamento, 06 de Novembro de 2010

Esta entrada foi publicada em Eventos. ligação permanente.

22 Respostas a Jornada Nacional de Protesto dia 15 de Novembro

  1. Carlos Ribeiro diz:

    Apenas um lema : NÃO COMPRO,NÃO PAGO E UTILIZO.
    Retirem o aparelho e substituam-no por um dístico com letras grandes,dizendo apenas :NÃO PAGO E UTILIZO
    Aproveitem e deixem de abastecer na GALP durante 2/3 meses e lá para Janeiro começarão a ver efeitos positivos.

    • Jota B diz:

      Eu já assim faço. Essa é, inequivocamente, a forma correcta de combater este problema, pois estamos a ser governados por autistas. Lamento que estas comissões não façam um apelo em massa a essa forma de protesto!

  2. sandro silva diz:

    BOICOTE GERAL E TOTAL!!!!!!!! NINGUEM PAGA!!!!!!!!!

  3. Luis diz:

    -!Se ainda houvesse alternativas reais…
    -!!Se ainda houvesse criação de postos de trabalho …
    -!!!Se pelo menos, eu pudesse pagar…
    -!!!!Se o pagamento não prejudicasse os contribuintes portugueses, em relação aos estrangeiros… (a quem vão executar dividas no estrangeiro eh!!?? Sim! porque se forem apanhados em flagrante… não estarão em falta – afinal têm 5 dias, não era?)
    -!!!!!E as concessionarias, quanto lucram com esta medida de extrema utilidade e necessidade publica?! – Os cofres do país acabarão por nada beneficiar e… as concessionarias, em seguida serão substituídas por novas empresas!
    -!!!!!!Aderir ao chip ou via verde, supõe conta bancaria e cartão… muitos portugueses, já estão inibidos deste “luxo”, terão que pedir mais este favor a alguém?!
    -!!!!!!!Existe de facto, um mecanismo realmente capacitado para enviar contas para casa dos utentes? Existe uma produção de factura?E caso não sejam pagas, executa-las será um acto legal? (liberdade de mobilidade europeia de pessoas… e, o português é executado e o cidadão estrangeiro não?! hum mm).
    -!!!!!!!!O talão que resulta do payshop, já tem valor contabilístico?!!!! Não deveria ser produzido antes um documento de débito, a ser pago dessa ou outra forma?!
    -!!!!!!!!!Não existe suporte técnico capaz de fornecer os dispositivos electrónicos em tempo útil… Caso muita gente não pague voluntariamente, da cobrança por outra via resultará algum lucro para o país, ou além de engarrafadas as estradas secundarias, também mais se engarrafarão os tribunais, e a anunciada receita publica se transforma em CUSTO?!
    -!!!!!!!!!! Bla bla bla bla… EU TAMBÉM: NÃO COMPRO,NÃO PAGO E UTILIZO!

  4. Antonio J.C.Teixeira diz:

    Caros concidadãos, querem acabar de vez com o pagamento daquilo que já é pago pelo menos três vezes (IA, IUC, IPP, para que tenhamos direito a circular à volta das nossas residências? Proponho o seguinte à consideração de todos, e especialmente da Comissão de Utentes das Scuts, a quem competirá, em última instância, a organização e convocação da seguinte accção:

    Concentração em massa em vários locais de entrada com porticos e percorrer pequenas distancias (para que não consumamos muito combustível) voltando para trás e reentrar no mesmo percurso. Cada automobilista fará isto centenas de vezes num dia, por exemplo num sabado, de modo a que as “infracções” sejam de centenas de milhar naquele dia.
    Proponho ainda que se repita a acção em cada sabado de modo a que se acumulem milhões de passagens sem pagar nos controlos do sistema.
    Esta é uma desobediência civil que é o nosso último mas eficaz recurso para repor os direitos dos cidadãos.
    Acreditem que se formos unidos e decididos, uns dias ou umas semanas depois, o “roubo” deixará de existir.
    Está provado que não impomos os nossos legítimos direitos com buzinões e concentrações que não passam disso, e só fazem rir de gozo aqueles homens sem ética nem vergonha que nos humilham e vilipendiam todos os dias.
    Vamos demonstrar àquela ‘gente’ que quem vence é mesmo o povo quando se une com coragem e determinação.
    Fico à disposição da Comissão para trabalhar no que for preciso. Tenho todo o tempo disponível. No caso de esta não avançar com uma acção deste género, apelarei pessoalmente por todos os meios para que ela se organize, e tentarei formar um grupo para concretiza-la.

    P.S.- Durante mais de trinta anos viajei por estrada em toda a Europa e um pouco por todo o mundo; nunca vi aberração tamanha que é esta de pagar portagem nas vias de escoamento do trânsito dos grandes aglomerados urbanos.

  5. albertino diz:

    VAMOS TODOS AO BOICOTE! ja agora VAMOS TODOS ADERIR Á GREVE GERAL!

  6. alexandra moreira diz:

    que tal se andassemos todos com um papel a4 colado no vidro traseiro das viaturas a dizer “não às postagens nas scuts”? todos nós…..e marcassemos um dia de fdsemana (para ser mais facil para todos que trabalham) chamassemos todos os orgãos de comunicação social e fizessemos grande protesto????? pacifico claro mas mostrar ao país o nosso descontentamento!! mas temos que nos unir todos, chega!! não podemos resignarmo-nos com as decições dos politicos porque é mais facil e dá menos trabalho…vá la, passem a mensagem por todos e vamos comunicando por aqui…vamos à luta (pacifica claro)…vejam os gregos, os franceses….todos saem para a luta

  7. Jota B diz:

    Eu acho mais: acho que se devia criar um movimento nacional de diminuição drástica no preço de TODAS as portagens. Quem tem carro já paga demasiado em impostos, as estradas não podem ser negócio. Anda a BRISA a encher os cofres à custa do sacrifício de muita gente! Agora que está a abolir quase todos os postos de trabalho, passamos muito bem sem BRISA.

Deixar uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Pode usar estas tags HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>